Assumir-se lésbica na meia-idade

mulheres a beijarem-se

Se tem mais de trinta e muitos anos de idade e só agora é que começou a aperceber-se que é uma mulher lésbica, o que deve fazer? Se está descomprometida, certamente começará a indagar-se como e onde encontrar uma outra mulher lésbica para uma primeira abordagem, e depois?

Como começar

Se o seu coração ainda não está preenchido, antes de mais saiba quais são as associações lésbicas ou gays locais que a podem aconselhar e ajudar. Se for muito tímida, consulte sites de lésbicas e tente conhecer pessoas virtualmente antes de passar para o mundo real. Esta fase pode ajudar a iniciar a sua caminhada no mundo lésbico.

Na realidade nada é muito diferente de procurar um parceiro: existe a primeira fase de procurar alguém, seguida de conhecer melhor essa pessoa, e depois só o tempo levará a sua avante. Se quando conhecer alguma mulher lésbica, não sentir química suficiente: esqueça; pode pensar que não, mas existem muitas mais lésbicas por aí. No entanto, considere que como numa outra relação qualquer por vezes é necessário algum tempo para ter certezas.

Como convidar para o primeiro encontro

Pois, isto não é propriamente uma situação onde se esteja à espera que o homem convide. No mundo gay se quer convidar alguém para uma saída, tem de o fazer você própria. Se está ansiosa em relação à situação, nada como fechar os olhos, inspirar fundo e ir directa ao assunto: fazer o convite! Se ela disser que não, encare isso com positivismo e pense que embora ela tenha dito não, significa que você ganhou experiência e que afinal já conseguiu fazer o seu primeiro convite!

Logística

Quando ela disser sim poderão combinar encontrar-se no próprio local do encontro (ex: restaurante, café...), ou ir buscá-la a casa, tal como para o primeiro passo para– o convite inicial – também aqui não há regras.

Primeiro encontro

Vem aí o primeiro encontro. Leve as coisas com calma, primeiro convide a pessoa para tomar um café, e se a chama se acender, convide-a para um jantar mais íntimo. Num primeiro encontro com outra mulher é essencial que: se mantenha calma, confiante, seja sexy e saiba ouvir. Estas 4 premissas são basilares para conseguir um encontro de sucesso. Vá devagar e aprecie os momentos sem querer de repente assumir uma relação séria.

Primeira intimidade

Depois do primeiro encontro, ou dos primeiros encontros, pode haver apenas um pequeno beijo, algumas “amassadelas”, ou mesmo algo mais, isto claro variará muito da sua à-vontade e do à-vontade dela. Não pressione ninguém, nem ceda a pressões. Faça o que sentir que é natural, mas não fique à espera que seja ela a tomar a iniciativa... se quer e sente que existe clima para tal... então tome a iniciativa. Se ficar nervosa, saiba que é perfeitamente normal! Quem não ficaria?

Quem paga o quê

Pagar a conta, dividi-la? Aqui também não há regras. Há boa educação, bom senso e a vontade de impressionar. Faça como desejar: se pretende impressionar, ou foi você que convidou, então se calhar é melhor pagar a conta para causar boa impressão. No entanto, o ideal é irem alternando as vezes, para não ser sempre a mesma a pagar as contas.

E depois...

Depois de uns encontros mais ou menos íntimos, pode começar a pensar numa relação mais séria, mas até lá continue a divertir-se e a viver esta nova fase da sua vida, porque não há nada como começar de novo, especialmente com alguém que se ama e com quem se sente realizada.